Porque criatividade não tem espaço em grandes empresas.

Ago 14, 2021

Passei o grosso dos meus últimos 5 anos pulando de sala em sala de reunião, com uma mochila cheia de post its, facilitando workshops em empresas gigantescas, com um único desafio:

Inspirar a liderança das maiores empresas do país a serem mais criativas.

E cá entre nós, fracassei miseravelmente.

image

Antes de continuar, preciso perguntar uma coisa: o que é criatividade para você? Para mim é prática. Ninguém nasce mais ou menos criativo que ninguém, a diferença é que alguns de nós tiveram mais tempo para praticar. Já ouviu falar na teoria das 10.000 horas? Malcolm Gladwell escreveu o livro "Fora de Série", que basicamente defende que para se tornar excepcional em alguma coisa é preciso que, no mínimo, você invista 10 mil horas praticando a sua arte. Fazendo uma conta de padaria, isso dá 3 horas por dia durante 10 anos, ou 8 horas de prática diária por mais ou menos 3 anos e meio. Não precisa ter um Nobel em matemática para entender que essa conta nunca vai fechar na rotina de quem trabalha em uma grande empresa, e tudo bem. "O Jogo Infinito", do Simon Sineck - Já leu? Eu ainda não, mas li o prefácio e assisti três vídeos no youtube - o livro diz que existem dois tipos de jogos: finitos e infinitos.

*Resumão em 3min:23s

Nos jogos finitos, as regras são claras, sabemos quem está jogando e existe um objetivo bem definido, que normalmente é vencer um oponente, como em uma partida de tênis ou xadrez, por exemplo. Nos jogos infinitos, por outro lado, a gente não conhece todos os jogadores e as regras além de não serem claras, podem mudar ao longo do tempo. Aqui o principal objetivo não é vencer, e sim manter o jogo vivo, alguns exemplos são: amizade, casamento, paternidade. Não existe ganhar em paternidade, em amizade e muito menos em criatividade. Criatividade também é um jogo infinito. Toda essa teoria só para dizer que um bom exemplo de um jogo infinito é levar criatividade para o dia a dia em uma grande empresa. Quando o assunto é criatividade, não existe uma única empresa vencedora ou uma linha de chegada, não deveríamos estar competindo para ganhar um trofeu de inovação, e sim para nos mantermos criativos e o negócio e continuar inovando. As vezes a sua empresa vai ter a ideia mais criativa do mercado, e as vezes não, e tudo bem. Levei um tempinho para entender que meu trabalho não era tornar as empresas mais criativas, e sim criar o ambiente para que as pessoas que trabalham nelas pudessem exercitar a criatividade. Pode não parecer, mas tem uma diferença bem grande aí De:

Inspirar a liderança das maiores empresas do país a serem mais criativas.

Para:

Ajudar as lideranças de grandes empresas a criarem um ambiente que se possa exercitar a criatividade.

Não se cobre ou cobre seus times e pares para serem pessoas mais criativas, se cobre para criar e manter um ambiente criativo vivo, todos os dias.

icon

Me manda novidades: E se você quiser receber os textos do blog, novidade sobre projetos, templates e ferramentas no conforto do seu inbox, se inscreva aqui.

← Blog